Início » Sem Categoria » TUDO DE BOM… Série de sermões sobre o salmo 23 Sermão 1:

TUDO DE BOM… Série de sermões sobre o salmo 23 Sermão 1:

Start here

TUDO DE BOM… Série de sermões sobre o salmo 23

Sermão 1:

A bondade de Deus é a única esperança verdadeira que temos – v. 1

Introdução:

Vivemos em um mundo estressado e esse mundo traz uma carga de problemas que somados ao nosso cotidiano de trabalho, família e Igreja traz o que é inevitável: O ESTRESSE. Nesta nova série de mensagens e nesses momentos de reflexão que vamos fazer juntos vamos estudar o clássico salmo do pastor.

O salmo do pastor é o em relação o ao Novo Testamento o texto de João 3, pois além de ser o texto mais conhecido e estudado, também fala do amor de Deus e de sua redenção para com seu povo, fala de como viver em meio a tantas lutas e da bondade do Senhor que nos faz seu rebanho.

Parafraseando o Tele curso: Vamos pensar juntos?! Você já descobriu qual a diferença entre problemas e fatos?

  • Problemas são coisas sobre as quais podemos fazer algo; podemos resolver ou não.
  • Fatos são coisas que não podemos fazer nada, apenas se pudermos não nos preocupar com eles.

Devemos nos esforçar buscando trabalhar naquilo que podemos mudar. Podemos sentir paz e agir com equilíbrio, porque não podemos bater cabeça contra uma parede se não podemos quebrar.

O salmo 23 faz-nos lembrar daquilo que somente Deus pode controlar e daquilo que nós podemos controlar.  Faz a distinção entre problemas e fatos. Definem Deus como: nossa provisão, nosso bem, nossa paz, nosso perdão, nosso parceiro, nossa preparação, nosso louvor, nosso paraíso.

Neste salmo aprendemos muito sobre a natureza de Deus e sobre o que é ser pastor. Tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento o termo “pastor” descreve liderança. Davi sabia bem o que era ser pastor de ovelhas, e mostra no salmo que o termo denota cuidado, amor, intimidade de um Deus que provê.

Inclui tanto o bordão (Correção) como o cajado (direção). O salmo 23 descreve o pastor

principal, no dizer do apóstolo Pedro (1 Pedro 5:4) O Supremo pastor. Hoje vamos observar o versículo 1 que mostra que Deus é um Deus de provisão e esperança.

“a bondade de Deus é a única esperança verdadeira que temos e é toda a esperança que precisamos para enfrentar qualquer situação de vida pode trazer. “

Uma verdade que precisa ser plantada e regada

Para muitos de nós, esta verdade já foi plantada e o Espírito Santo rega todos os dias e talvez será regada mais ainda nesta manhã. Mas alguns por terem dificuldades tamanhas na sua vivência, já perderam a sensibilidade quanto a provisão do pastor supremo. Às vezes podem se perguntar se realmente podemos confiar em Deus e sua provisão.

Convido você nesta manhã para abrir as janelas do coração, porque Deus quer abrir as janelas do céu através deste Salmo em sua vida.

Ilustração:

Teresa quando dona de uma grande loja de roupas em nossa cidade sempre ajudou muita gente. Mesmo antes de se converter tinha o coração voltado para a filantropia. Ajudou desde o nascimento de muitas crianças dando enxoval completo como funerais de muita gente carente. Ela não sabia a quantidade e nem a qualidade das pessoas que ela havia ajuda durante aqueles anos que eram de muita prosperidade. Procuram ela todos as pessoas, tanto seus clientes como pedintes de outros bairros da cidade.

Aquela feliz empresária deixou o ramo de confecções e queria algo que lhe desse mais paz, mesmo que não tivesse mais dinheiro. Nesse meio tempo ela encontrou Jesus, e mesmo não tendo tantos recursos financeiros ela continuou ajudando pessoas carentes. Um dia ao sair para seu novo comércio, agora uma lanchonete de nutrição celular foi abordada por outro pedinte, não mais um que estava esperando algo sem violência, era uma assalto. O rapaz coloca um revólver em sua direção e pede gritando a sua bolsa, ela rapidamente lhe entrega a bolsa.

Que terror, saindo de casa para o trabalho e sendo pega violentamente por alguém inescrupuloso de assalto. Um dia cinzento, triste e nervoso. Foi trabalhar e recebeu dos seus clientes palavras de conforto e alegria pelo livramento: – Tereza foi só a bolsa! Você ficou aqui com a gente! Mas além de algum dinheiro havia seus documentos e cartões de banco. Como uma empresária ela logo quis retirar novos documentos, mas no final daquele dia alguém lhe abordou e disse depois de saber que havia acontecido: – Calma, não se precipite, Deus vai lhe dar tudo de volta. Cheia de fé, mas triste, como se fosse Pedro diante de Jesus após a noite sem peixe, ela acreditou na palavra de Deus proferida por aquela mulher. Ela não estava mais desesperada, nervosa e agitada com seus pertences, agora ela confiava na providência de Deus.

Uma semana depois chega uma senhora com um embrulho em frente de sua lanchonete. Entrega e sai rápido. Ela ficou curiosa e logo abriu o pacote meio que amassado e sujo. Sua bolsa. Deu uma rápida olhada nos documentos e cartões, pegou o porta-cédula e para sua admiração todo o dinheiro estava lá. Mexeu mais um pouco e achou uma carta escrita em papel de caderno com uma letra trêmula e com erros de gramática, dizendo:

“Dona Tereza o motivo dessa carta é somente para lhe pedir desculpas e perdão por ter assaltado a senhora. Fiz isso porque não lhe reconheci, mas quando cheguei em casa que vi que era a senhora quase morri de tanto remorso. Dona Teresa a senhora pode não lembrar, mas, foi a senhora que ajudou no tratamento de minha mãe Firmina, em 2005 a senhora mandou ela para Teresina, pagou todas as despesas por mais de um ano, ela morreu e a senhora pagou a volta para Imperatriz. Pelo amor de Deus, me perdoe, pela minha mãe, perdoe-me dona Teresa. Está ai sua bolsa, do mesmo jeito que peguei não tirei nenhum papel de dentro, só faltou coragem de lhe entregar, por isso estou fazendo isso agora. Mandei alguém perguntar se a senhora estava com raiva do ladrão e a senhora disse: – Deus tá cuidando de mim e de minha bolsa. Por isso resolvi devolver o mais rápido possível. Mil perdões… por favor me perdoe.

Agradeço,

filho da dona Firmina.

Naquele dia a verdade do pastor Senhor que não nos falta veio à tona na memória de Teresa, ela confiou no Senhor e tudo que era medo, tristeza se transformou em um testemunho milagroso.

  • Ela regou sua concepção do Deus provedor. Ela percebeu que o problema podia ser mudado através da fé. Ela sabia que o fato assalto não podia ser mudado, mas Deus podia muda a realidade daquilo que a afligia.
  • A palavra “Senhor” – hwhy – Jeová –  é um termo potencialmente impessoal, significando mestre ou proprietário, alguém distante de seu escravo ou discípulo. Mas para nós, tornou-se muito pessoal. Jeová é o nova pessoal do nosso Deus. O Senhor é meu pastor, e não uma divindade distante, sem nome ou rosto. O Senhor é meu Pastor.
  • Deus é Deus provedor porque ele é pessoal. Davi disse: Jeová é meu pastor, mostrando sua relação pessoal com Deus e sua intimidade com Ele. Deus mesmo quer a nossa relação de intimidade com ele. Ele mesmo através de seu Espírito rega a concepção pessoal de cada um sobre sua provisão e cuidado.
  • Um dos mistérios mais belos da Palavra é que Santo Deus – separado e que não tem outro igual – tem a disposição de se aproximar de pessoas como você e eu e nos atrair para perto de si.

“Porque assim diz o Alto e Sublime, que habita na eternidade e cujo nome é Santo: Habito num lugar algo e santo, e também com o contrito e humilde de espírito, para vivificar o espírito dos humildes e o coração dos contritos” (Isaías 57.15)

  • O que leva a Deus ter disposição de se relacionar comigo e prover aquilo que preciso como um Pastor faz com sua ovelha?
  • O dicionário web – (http://www.dicionarioweb.com.br/disposi%C3%A7%C3%A3o.html) diz que disposição é: estado de saúde ou de espírito. Seria para nós entendermos melhor uma inclinação para algo, uma tendência dominante. Muitos tem a disposição para a reclamação. Lembremo-nos dos israelitas no deserto, lembravam das cebolas e reclamavam de tudo.  A tendência dominante ou alienação de algumas pessoas é ser ranzinza. Mas a disposição, a tendência predominante e inclinação de Deus, nosso Pastor, é ser gentil.
  • Ele mostra sua disposição ao nos livrar de cada situação, algumas que nós sabemos e outras que não sabemos.
  • O pastor tem a suprema tendência de agir com misericórdia com aqueles que nem acreditam que Ele pode fazer por eles.

Uma verdade plantada regada e consciente

  • O verso um traz a luz do que nos falta. Nada! Isso mesmo, nada! – ora está escrito: “nada me faltará” (AS21). Davi estava dizendo que Deus nos dá 100%. Ele quer que tenhamos aquilo que podemos ter, aquilo que está ao nosso alcance pelo trabalho e pela fé.
  • A disposição do Senhor é completa. 100%.  Como é isso pastor, diria o comediante: HERESIA! Se olharmos apenas para a Teologia da Prosperidade, latente em muitas congregações que abarrotadas de “fiéis”, supõe que o Supremo Pastor está à disposição deles como um Shopping da fé ou como um drivethrough da sua necessidade.
  • É bom pensar que Davi foi um grande escritor de poesias, e os seus salmos estão interligados por um entendimento amplo de Deus, de um homem que foi denominado segundo o coração de Deus. Vejamos o Salmo 34. 9 e 10.

“Temei ao Senhor, vós, seus santos, pois nada falta aos que o temem. Os leõezinhos tem necessidades, mas não faltará bem algum aos que buscam o Senhor” (Salmo 34. 9 e 10)

  • A bondade de Deus e a esperança que temos nele é algo é certeza, mas tem o contraponto, a contrapartida, a nossa parte, diria o mais afoitos dos conscientes. Preciso saber se tenho sido ovelha do pastor, se tenho buscado verdadeiramente o Senhor.
  • Por que não tenho 100%? Resposta: Sua consciência deve dar.
  • Temos falta de coisa boa, mas Deus promete 100%. Então vem a pergunta: por que não tenho coisas boas.
  • Bons perfumes, calçados, carros, casas, viagens, roupas. Fala sério! É bom demais sair com uma roupa nova, bem alinhada e cores da moda e depois o elogio das pessoas que nos cercam.
  • Mas não temos todas as coisas boas da falta de significado espiritual, as coisas boas que nós sabemos que Deus aprova? É Ele que determina o que eu preciso para ser feliz. É nele que encontramos tudo para nossa vida. O Significado do “nada” é que Ele é tudo. Precisamos apenas dele.

“Não temas, ó pequeno rebanho! Porque é do agrade de Vosso Pai dar-vos o Reino” (Lucas 12.32)

  • Lembro-me de Isaque, pronto para ser imolado, pronto para servir de sacrifício a Deus, pronto para servir de obediência do seu pai Abraão ao Pai do céu (Gn. 22.16 e 17). Deus o impediu providenciando outro sacrifício. Jesus não foi poupado por seu Pai para nos dar tudo, Ele é nossa suficiência. Romanos 8.32 diz:

“Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas, pelo contrário, o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?”

  • Você pode dizer agora: Pastor e minha situação, aquilo que tenho pedido ao Senhor, aquilo é bom, será que vou receber? Veja que as Escrituras dizem:

“O meu Deus suprirá todas as vossas necessidades, segundo a sua riqueza na glória em Cristo Jesus” (Filipenses 4.19)

  • Deus suprirá gloriosamente sua necessidade, Ele sabe o melhor para você. O modo a maneira como vai se dar a benção – gloriosamente – isto é, de tal forma que Sua será manifestada.
  • Gosto do salmo, ele mesmo se explica, na verdade a Palavra por si só se interpreta. O Senhor não nos falta dando:

a)      Direção – v.1 e 3

b)      Renovação – v.3

c)      Segurança –v.4

d)      Alimento – v.5

e)      Presença constante do Pastor – v.6

Conclusão:

Deus é assim. Gosta de nos abençoar. Às vezes sabendo de minha pecaminosidade latente, de minha tendência ao erro, de meus devaneios humanos, de minhas excêntricas e narcisistas posições eu me pergunto: Mas por quê?

Por que bondade e misericórdia me seguirão? Por que meu cálice transborda? Por que os pastos verdinhos, por que o ar-condicionado para a alma? Por que o GPS espiritual? Por que seguro de vida divino? Por que uma mesa tão farta? Eu não mereço Senhor! Por quê?

Os pastores de ovinos querem a lã, as costelas assadas na hora da refeição. Eles estão preocupados com o valor da arroba, como está a cotação, o peso, o pasto. O pastor divino é diferente.

Creio que o motivo de Deus é para mostrar a honra do seu nome. Gente! Eu sou Jeová o Senhor, posso tudo o que quiser! Não há nada melhor que mostrar sua honra, seu caráter, sua glória, sua total suficiência, do que excesso de bondade e de misericórdia para com pessoas carentes, como você e eu.

Ele é um pastor que não nos falta, por isso recomendo a você: Deixe ser pastoreado por Deus. Seja seu fiel seguidor para ter a mão do pastor estendida para você. Pare de beber em poças sujas, pare de comer o restolho seco do pasto do mundo (mesmo que ele seja saboroso). Busque no Supremo Pastor “águas tranqüilas” e “pastos verdejantes”. Amém.

“Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem” (João 10.14)

Anúncios

1 Comentário

  1. Tafarel Costa disse:

    Davi quando falava quer o senhor é o meu pastor
    o mesmo referindo-se quer?
    ele tem um dono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: